a
a

Separamos as melhores dicas pra você manter seus dados protegidos e curtir uma experiência de compra bem mais segura.

Mas, antes de tudo: como o Magalu mantém você seguro?

aa
a

Veja as dicas que separamos pra você não errar na hora de manter seus dados em segurança.

  • • Não compartilhe sua senha com ninguém;

    • Use uma senha diferente pra cada conta ou dispositivo;

    • Altere as suas senhas periodicamente (a cada 3 meses, por exemplo);

    • Sempre clique no botão "Sair" quando não for mais navegar em um site;

    • Evite usar as senhas do seu trabalho ou da sua conta bancária nas redes sociais (Facebook, Youtube, Instagram ou Twitter, por exemplo);

    • Crie senhas com, no mínimo, oito caracteres pra garantir mais segurança. Além disso, você pode misturar letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais (#, @, *, &, %, _ ou -);

    • Não divulgue dados pessoais em sites que você não conhece. Informações como o nome dos seus pais geralmente são usadas como dicas, caso você esqueça sua senha;

    • Nunca compartilhe informações sensíveis em sites desconhecidos ou suspeitos.

  • • Evite fazer compras usando uma rede Wi-fi que não conhece ou não confia, como redes Wi-fi públicas, redes de cyber cafés, aeroportos e hotéis.

  • • Lembre-se de clicar em “Logout” ou “Sair” quando não for mais navegar no seu e-mail, em um site, em um banco on-line ou em qualquer outro ambiente digital que exija seu nome de usuário e senha.

  • • Escolha sites conhecidos, onde você ou seus amigos já tenham feito compras antes;

    • Faça uma pesquisa nas avaliações dos usuários do site para escolher onde fazer sua compra;

    • Se tiver dúvida, ligue para a loja e cheque se ela tem endereço, telefone fixo ou filial física;

    • Leia a Política de Privacidade da empresa onde você vai fazer sua compra;

    • Verifique as formas de pagamento disponíveis, o prazo de entrega e a Política de Troca e Devolução de produtos;

    • Desconfie de ofertas milagrosas, preços muito baixos e brindes incomuns (principalmente de produtos eletrônicos e informática).

  • • Desconfie se o endereço do site for diferente do nome escrito na página ou nos endereços de e-mail;

    • Fique atento aos erros gramaticais: lojas sérias se preocupam com isso, sites falsos não.

  • • Utilize antivírus e faça as atualizações. Alguns sites podem infectar o seu computador com vírus que facilitam o roubo de senhas ou arquivos;

    • Mantenha o seu sistema operacional atualizado.

  • • Acompanhe o seu extrato do cartão de crédito. Caso haja alguma movimentação estranha, contate seu banco.

asd

Confira tudo o que você precisa saber pra ficar especialista em evitar fraudes.

a
  • • Tenha certeza de que o site é real: existem sites falsos criados pra enganar os clientes, que após efetuarem os pagamentos, não recebem as mercadorias compradas;

    • Duvide de e-mails promocionais, anúncios de desconto e propagandas em sites de busca com preços muito baixos;

    • Antes de fornecer dados de pagamento, certifique-se de que o endereço apresentado em seu browser corresponde ao site visitado;

    • Evite acessar sites de comércio eletrônico e fazer compras por computadores de terceiros;

    • Verifique se o site de comércio eletrônico usa uma conexão segura (https), pois assim todos os dados transmitidos serão criptografados.

  • • Pesquise e compare os preços. Se estiverem muito abaixo dos praticados pelo mercado, desconfie;

    • Verifique se há comentários negativos sobre a empresa em sites especializados em receber reclamações de consumidores insatisfeitos.

  • • Roubos de identidade podem causar perdas financeiras, comprometimento de reputação e grande desgaste para reverter os problemas causados pelo roubo. A melhor forma de impedi-los é evitar o acesso de terceiros aos seus dados pessoais. Quanto menos informações tiverem a seu respeito, mais seguro você estará: na internet, menos é mais.

  • • Receber retornos de e-mails que não foram enviados por você;

    • Receber notificações de que sua conta de e-mail ou perfil na rede social foram acessados em horários ou locais incomuns;

    • Notar transações no extrato bancário do cartão de crédito que não foram realizadas por você;

    • Receber ligações telefônicas, correspondências dos órgãos de proteção de crédito ou e-mails a respeito de assuntos que não são do seu conhecimento.

a
a
a
a
a
a